Como cobrar pelo seu trabalho?

A formação do preço de venda é uma das principais dificuldades dos empreendedores. Este post , portanto, pode ajudá-lo a definir, de forma consciente, custos importantes de seu negócio, além de auxiliá-lo na elaboração de preços com margens de lucro.

Se você desenvolve um trabalho e não sabe o preço que vai cobrar pelo seu serviço com certeza você já esta perdendo dinheiro. Eu estou supondo que você é um profissional sério que optou trabalhar como autônomo e que espera viver do seu trabalho de forma digna e condizente.
A primeira coisa que você deve fazer é valorizar o seu trabalho, e realmente batalhar para que ele seja da melhor qualidade possível.Então não tenha receio de estipular o preço do seu serviço, apenas faça isto de forma justa e consciente. É certo que existem muitas pessoas na sua área que cobram um preço muito baixo e oferecem também um serviço de péssima qualidade. Você não deve se balizar por estas pessoas nem temer em estar cobrando um preço elevado e perder o seu cliente. Também não deve cobrar um preço absurdo que esta muito acima do valor médio do mercado.

Então, quanto você deve cobrar? Depende de quanto você gasta e de quanto deseja ganhar.

O que você deve considerar para calcular o preço do seu produto?


Adapte os itens acima a sua realidade e ao seu produto, nem todos eles fazem parte do produtos que você possa está negociando.
Vamos ver na prática o calculo do preço de um produto.

Tomemos por exemplo essa caixinha de MDF

* Então para começar vamos considerar os custos da matéria prima, ou seja, tudo que você gastará para confeccionar a caixa.


* Próximo passo é calcular as horas trabalhadas. Essas horas vão variar de produto para produto.


tome por base o salário mínimo e divida-o pela carga horária de trabalho mensal. Vejamos: 
44 h/m x 4 semanas é igual a 176 horas mensais. Pegue o salário que você gostaria de ganhar e divida por 176 e você terá o valor da hora trabalhada. Neste caso, R$ 720 / 176 é igual a R$ 4,09.

* Próximo passo é calcular os custos fixos que são água, luz telefone e etc e dividir pelo numero de peças produzidas.# custo fixo por peça.


Utilize cálculos diferentes para cada linha de produto e também o bom senso para obter o preço justo do seu produto.

* Próximo passo é calcular os impostos. Se você é um empreendedor formalizado, deve levar em consideração esses gastos, senão desconsidere-os.


*E por fim, vamos calcular o valor de venda:
.

Então acima, temos um exemplo para o nosso calculo final. Depois de obter o total parcial, você deve acrescentar a sua margem de lucro. É ela que fará sua empresa crescer. Esta margem pode variar de 10% a 100%. A sua margem de lucro vai depender do preço dos seus concorrentes, do acabamento do seu produto, da material prima do seu produto, enfim. Você é que escolhe essa margem.Após obter o valor final você deve comparar seu preço com os dos concorrentes e tirar um parâmetro de preço.




É importante observar os preços de pelo menos três concorrente e tirar uma média de preço, assim você fica sabendo se o o seu preço está caro ou barato e pode melhor adaptá-lo ao preço do mercado.

Recentemente criei uma planilha para calcular o preço de venda de umas lembrancinhas que fiz:

Se você quiser a planilha
Clique AQUI
é de graça!!



Voltar ao topo